24 março 2008

K7 que já tive


22 março 2008

Não Estou Lá


Com uma abordagem nada convencional - direção e roteiro de Todd Haynes -, a história da carreira de Bod Dylan é imperdível, e a trilha sonora do filme ainda mais.

Sou fã de suas composições, mas as suas músicas tomam um gosto especial quando interpretadas por outros ícones maravilhosos, como: Richie Havens e Willie Nelson.

O filme parece uma colcha de retalhos, várias formas de abordagem das vivências de Dylan sem que ele esteja lá.

14 março 2008

Pizza no Sempre um Papo

Dessa vez acabou em pizza - literalmente - a minha tentativa de assistir Luis Fernando Veríssimo no `Sempre Um Papo`, ontem. A procura foi enorme e chegar meia hora antes no SESC não deu resultado. Fiquei na vontade de conhecê-lo pessoalmente, restou o gostinho de vê-lo apreciando o movimento do saguão.

Resta agora assisti-lo na TV Câmera no sábado, 19hs, ou domingo, às 16hs. É possível acessar pela internet: TV Câmara

06 março 2008

Persépolis

Com traços delicados, a quadrinhista iraniana Marjane Satrapi lançou "Persépolis", uma série de 4 livros que resultou na animação maravilhosa que pude apreciar ontem, graças a Dica do Mr. T.



"Ou as pessoas gostam de escrever ou elas gostam de desenhar. A gente gosta das duas coisas. Nós somos os bissexuais da cultura. As pessoas não acham que é um problema se você é um homossexual ou se você é heterossexual, mas se você é bissexual elas têm um problema com você". Marjane Satrapi


Observei algumas semelhanças entre a minha favorita quadrinhista Bruna e Marjane. Concorda?

A ilustração da Bruna Brito foi realizada por Octavio Cariello

04 março 2008

Rio de Janeiro - 1936

Creio que a paixão pelo antigo está no fato de que já passou, já está dominado. Sempre gostei de guardar lembranças palpáveis, era como trazer um pedaço do passado comigo. A impressão de que - já bem velhinha - poderia ilustrar as minhas recordações. Não sei para quê, nem para quem. Só sei que estou numa fase de jogar tudo fora, me livrar de átomos (como diz minha amiga Betharr). Continuo apaixonada pelo passado, principalmente pelas imagens de cenas do cotidiano.


Fico viajando na idéia dos bisavós dos meus filhos passeando por essas calçadas. Quantas mudanças aconteceram desde então, boas e más. A tecnologia traz todos os tempos num só.

Tirei daqui: O Rio Antigo - Alma Carioca